quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

O ATAQUE À MESQUITA DE ALEPO




Os rebeldes sírios, na maioria criminosos de delito comum, que não acreditam nem em Deus nem no Diabo, atacaram hoje a mesquita dos Omíadas, em Alepo, construída no século VIII, um símbolo histórico e religioso da cidade e do mundo, considerada património mundial pela UNESCO.

O edifício sofreu consideráveis danos e o tecto do museu desabou em consequência do incêndio provocado pelos combates. A mesquita e o seu mobiliário antiquíssimo já haviam sofrido consideráveis danos aquando dos confrontos de Outubro passado.

Segundo informa o Gulf News, a fortaleza da Cidadela continua nas mãos das tropas fiéis a Bashar Al-Assad, mas os combates prosseguem em toda a cidade.

Deve acrescentar-se, como se tem feito em posts anteriores, que uma parte dos opositores ao regime é estrangeira, e que os grupos que o combatem são armados e financiados por estados vizinhos ou mesmo distantes.

1 comentário:

Anónimo disse...

O que continua a passar-se na Síria é uma vergonha para a Humanidade, especialmente para as ditas nações civilzadas, ainda que a sua civilização apenas seja uma máscara que se arranca ao sabor das conveniências.