sábado, 5 de dezembro de 2015

CRISTIANO RONALDO EM MARRAQUEXE (2)




A TV francesa informa que Cristiano Ronaldo vai a Marrocos três a quatro vezes por semana! Para se encontrar com Badr Hari.

Tudo bem, mas acho que três a quatro vezes por semana é muito.

Compreende-se o entusiasmo, mas convém não exagerar. Tudo o que é demasiado acaba por perder o encanto.

2 comentários:

Luís disse...

A Irina Shayk é actualmente namorada de um actor de Hollywood, o Bradley Cooper, que é há vários anos alvo de boatos sobre uma alegada homo ou bissexualidade. Há vários anos que se fala de uma rede que combina relações entre actores, jogadores de futebol, cantores pop. Tudo devidamente tratado pelos agentes. É estranho que esta Irina Shayk tenha acabado a relação com um jogador que era alvo de boatos sobre a sua sexualidade e tenho partido para uma relação com um actor alvo dos mesmos boatos. Coincidência? Em boas verdade a carreira desta jovem como modelo foi muito impulsionada pela relação com o Cristiano. Caso contrário, seria «mais uma» no competitivo mundo da moda. As relações combinadas por «poderes» velados não são ficção. Sabe-se hoje que a Cientologia arranjou noiva a Tom Cruise e John Travolta. É público que John Travolta é homossexual e que desde que aderiu à Cientologia a sua carreira em Hollywood teve um impulso. Também se sabe agora que Tom Cruise poderá ser bissexual ou mesmo homossexual. Suspeita-se ainda que o casamento entre Piqué e Shakira foi combinado entre agentes. Piqué estava envolto em polémica por causa de boatos persistentes sobre a sua orientação sexual e a carreira de Shakira começava a decair. O casamento calou boatos e deu novo impulso à imagem pública e à carreira da cantora. Sobre Ronaldo, existem vários sinais que têm alimentado boatos. Declarações de mulheres como Rihanna e Paris Hilton, que têm poder para falar o que bem entenderem, a amizade com o cantor pop Lance Bass, homossexual assumido, a opção pela barriga de aluguer para ter um filho, na linha do que fez Ricky Martin, o apoio de uma das irmãs à comunidade gay espanhola, as férias em Mykonos. Provavelmente uns anos depois de terminar a carreira saberemos a verdade! É paradoxal que o mesmo mundo mediático que agora suporta como nunca os homossexuais e apela regularmente à «saída do armário» continue a suportar esquemas perversos para ocultar alegadas orientações sexuais e enganar o «zé povinho» do Ocidente. Serão felizes estas «estrelas planetárias» que não podem viver de acordo com a sua natureza, apesar de todo o luxo e conforto a que têm acesso?

Abraham Chévre au Lait disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.