domingo, 1 de setembro de 2013

MUDANÇAS NO VATICANO




O Papa Francisco nomeou Pietro Parolin, arcebispo titular de Aquipendium e núncio apostólico na Venezuela, para o cargo de Secretário de Estado do Vaticano, com efectividade a partir de 15 de Outubro próximo.

O novo responsável pelo governo da Santa Sé (o cargo é equivalente ao de primeiro-ministro), de 58 anos,  sucede ao cardeal Tarcisio Bertone, desigando por Bento XVI e figura muito contestada na Cúria Romana.

Não vi a situação enfatizada pela comunicação social, mas, se me recordo, é a primeira vez,  nos pontificados do meu tempo, que é nomeado Secretário de Estado um prelado não cardeal. Será certamente elevado à púrpura cardinalícia no próximo consistório que Francisco convocará, possivelmente ainda antes da tomada de posse de Parolin. Caso contrário, o prelado será designado como Pró-Secretário de Estado até ao momento de ser criado cardeal.

Mantendo a tradição, o próximo consistório deverá elevar também ao cardinalato o Patriarca de Lisboa, como acontece desde D. João V. Aguarda-se com curiosidade quais os outros prelados que o Papa Francisco escolherá também para o Sacro Colégio.

Sem comentários: